iq option
promotion

Banx broker
Advertisement
Share
View previous topicGo downView next topic
avatar
Diego.E
Number of messages : 44
Points : 986
Date of Entry : 2015-08-17
Year : 39

Gráficos, a Ferramenta do Analista Técnico

on Sun Oct 02, 2016 9:54 pm
A AT constrói-se a partir de gráficos de cotações e de volumes, onde se pode aplicar uma série cada vez mais interminável de outros indicadores que ajudam os investidores a determinar o momento de entrada e saída do mercado. Com efeito, os gráficos são a plataforma base da estrutura da AT e a sua leitura é útil e constitui um domínio que pode marcar a diferença.

Existem vários tipos de gráficos que nos proporcionam diferentes análises. Segundo Silva  “o estudo de um gráfico permite identificar sinais de compra e sinais de venda, projectando para o futuro os momentos em que se deverá entrar no mercado a comprar ou a vender”.

A escala temporal dos gráficos varia consoante o perfil do investidor, podendo oscilar entre um minuto e um ano (1 min., 5 min., 30 min., 1 h., 1 dia, 1 semana, 1 mês, etc.). O investidor deve utilizar uma a escala temporal de acordo com a estratégia que delinear. Por outro lado, os gráficos de preços disponibilizam a indicação da cotação de abertura, o máximo, o mínimo e de fecho para o período em causa, podendo designar-se por:

• gráfico de velas ou candlesticks;
• gráfico de barras;
• gráfico de linha.

O gráfico de candlesticks foi criado no Japão no séc. XVII, por um negociador de arroz chamado Munehisa Homma, em que cada unidade ou período de tempo apresentará uma vela desenhada de acordo com um conjunto de regras. Este tipo de gráfico é muito similar aos gráficos de barras.

A forma de vela, ou candle, diz muito sobre os movimentos das cotações e a utilização de cores (normalmente o verde ou branco indica que a cotação é ascendente e o vermelho ou preto indica que a cotação está em queda) torna a leitura do gráfico de velas mais fácil e ajuda a respectiva análise. A figura seguinte corresponde a uma candle do gráfico de candlesticks e apresenta o seu significado:


Existem múltiplos padrões de velas, conforme se detalha seguidamente com a correspondente representação gráfica à direita:

1. “White candlestick - assinala uma tendência ascendente
2. Black candlestick - assinala uma tendência descendente

3. Long lower shaDJI - sinal bullish (a sombra inferior tem que ter pelo menos o tamanho do corpo, e quanto maior, mais forte o sinal)
4. Long upper shaDJI - sinal bearish (a sombra superior tem que ter pelo menos o tamanho do corpo, e quanto maior, mais forte o sinal)

5. Hammer - um padrão bullish se acontecer durante uma tendência negativa (sombra inferior longa e corpo pequeno ou inexistente); Shaven head - bullish durante um DJIntrend e bearish durante um uptrend (sem sombra superior); Hanging man - bearish durante um
uptrend (sombra inferior longa, pouco ou nenhum corpo, a sombra é um múltiplo do comprimento do corpo)
6. Inverted hammer - assinala uma inversão num fundo, porém tem que existir confirmação no próximo trade/dia (pode ter um corpo branco ou negro); Shaven bottom - assinala uma inversão no fundo, porém necessita de confirmação no próximo trade (sem sombra inferior); Shooting star - um padrão bearish durante um uptrend (pequeno corpo, sombra superior longa, pequena ou nenhuma sombra inferior)

7. Spinning top white - padrão neutro, significativo em combinação com outros padrões de velas
8. Spinning top black - padrão neutro, significativo em combinação com outros padrões de velas

9. Doji - padrão neutro, significativo em combinação com outros padrões de velas
10. Long legged doji - assinala uma inversão num topo

11. Dragonfly doji - assinala inversão da tendência (sem sombra superior, longa sombra inferior)
12. Gravestone doji - assinala inversão da tendência (sem sombra inferior, longa sombra superior)

13. Marubozu white - continuada tendência ascendente (sem sobra superior ou inferior)
14. Marubozu black - continuada tendência negativa (sem sombra superior ou inferior)”

O gráfico de barras é o tipo de gráfico mais utilizado na análise técnica. A parte superior e inferior da barra correspondem, respectivamente, à cotação máxima e a cotação mínima. O traço da esquerda e o traço da direita correspondem, respectivamente, à cotação de abertura e à cotação de fecho. A figura seguinte representa uma barra do gráfico de barras de preço e o significado das suas componentes:
O significado de uma barra do gráfico de barras.:


Gráfico de barras de preços do par cambial EUR/USD:


O gráfico de linha é o tipo de gráfico mais simples e mostra uma visão ampla do movimento da cotação, através da linha que é traçada com base no valor de fecho de cada período. Neste tipo de gráfico é mais fácil a visualização de padrões e de tendências, mas proporciona um detalhe menor do que o gráfico de vela e do que o gráfico de barras.
Gráfico de linha do par cambial EUR/USD:


A análise de um gráfico possibilita a visualização de certas figuras geométricas – chart patterns (padrões gráficos) – as quais podem ser divididas em dois grupos distintos, a saber:
Gráfico com um exemplo de um chart pattern de continuação (triângulo) e o seu significado.:


Padrões de reversão – indicam que poderá haver alteração no sentido da tendência. Aqui os chart patterns são: cabeça-ombros, pá-de-ventilador, cunha, fundo e topo duplo e triplo, etc.
Gráfico com um exemplo de um chart pattern de reversão (cabeça-ombros) e o seu significado:


O que se pretende com os chart patterns é identificar padrões de comportamento dos investidores reflectidos na evolução das cotações e nos volumes, isto é, na oferta e na procura. Alguns dos padrões são notavelmente fiáveis ou constituem bons sinais de alerta. Segundo o autor Matos  os chart patterns que levantam dúvidas ou suscitam interpretação deverão ignorar-se, ou seja, “o «padrão» está lá, de «chapa», ou não interessa”.


<<<<<<<<<                          >>>>>>>>>>
View previous topicBack to topView next topic
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum